O verdadeiro significado de ficar “na margem”

[Você pode ler esse texto ao som de Alessia Cara – Here]

Esses dias aprendi um termo interessante, “ficar na margem”, basicamente é quando a pessoa cria barreiras entre si e os outros em um esforço para evitar a intimidade emocional. Não é preciso um sexto sentido para intuir que, se uma pessoa está em um relacionamento (independente do momento ruim ou do quanto ela expressa o quanto deseja terminar), ela não estará emocionalmente disponível.

Já falei aqui em outro texto sobre se envolver com pessoas indisponíveis, mas de onde vem a incapacidade de comprometer? Por que às vezes fugimos antes da possibilidade de iniciar um relacionamento estável? Pode ser o  medo do abandono ou invasão que escondem esse problema.

O medo do compromisso é nada menos que o medo do que o amor implica, o desafio que nos impõe. Geralmente, se a mulher reclama de falta de compromisso, o homem protesta porque se sente pressionado. Essa queixa sobre a falta de envolvimento se deve, na maioria dos casos, ao medo do abandono. E a resistência à rendição responde, em geral, ao medo de ser invadido.

Continue Reading

Você não é louca ou carente por exigir respeito próprio

Por alguma razão, eu costumava ter a impressão de que o oposto do frio é agir de maneira louca. Por que não posso ser uma garota normal com padrões? Minha crença errada no passado era que não importava como um cara me tratasse, se não estivéssemos em um relacionamento “oficial”, minha raiva não se justificava. “Eu quero dizer que ele passou por cima de mim, mas não estamos juntos, então eu não quero que ele pense que sou louca.”

Você não tem que ligar para ele 10 vezes seguidas para dizer a ele como as atitudes dele são uma merda. Pode ser tão simples como “não aprecio quando as pessoas não respeitam o meu tempo”. Se você não diz nada e só está disponível para ele quando ele está de bom humor, você está enviando a mensagem de que ele pode se safar disso. A principal lição aqui é parar de se importar com o que ele pensa.

Quem se importa com o pensamento do cara a seu respeito ou o que diz para os amigos sobre você? O que importa mais é você conhecer a verdade. A maior parte do tempo, “ela se apegou demais” é apenas um código para “eu não poderia me safar como eu queria”. Bem, se isso é ser “louca”, eu prefiro ser louca do que um capacho.

“A verdade é que ele não estava agindo assim porque ele é uma pessoa ruim que estava intencionalmente tentando me machucar”. Essas são algumas das coisas que normalmente a gente se diz quando quer se enganar. Existem maneiras do boy falar de forma direta sem brincar com seus sentimentos o que ele espera de vocês.

Continue Reading

Muitas vezes escolhemos pessoas que têm problemas de comprometimento porque temos problemas de comprometimento

decepção

Esses dias tenho conversado muito com diferentes amigas que sempre acabam se decepcionando com um boy, seja ele por não querer algo mais profundo ou porque é comprometido. Depois de uma série de decepções nos meus dois anos de solteirice, não tive escolha a não ser examinar minha própria situação e o papel que estava desempenhando em tudo isso. Foi aí que comecei a notar um padrão. Eu conheci um cara, nós nos demos bem e apenas quando eu comecei a sentir que podia confiar nele, ele se mostrava problemático e indisponível.

Eu então me culpava por ser estúpida o suficiente para experimentar emoções humanas. De verdade, o que eu estava pensando?! Uma vez que descobri porque os escolhia, toda a minha perspectiva mudou. Percebi que a única vez em que queria compromisso de um cara era quando ele mostrava sinais de desleixo ou indisponibilidade emocional.

Em outras palavras, eu só queria quando sabia que no fundo não conseguiria. Costumava desconsiderar isso como “casos inevitáveis”, até que percebi que era porque eu também sou aquela que está emocionalmente indisponível. Toda vez que alguém queria um comprometimento, me apavorei.

Nesses últimos anos, todos os caras com o qual me relacionei deram algum tipo de aviso sobre “apenas sair de um relacionamento” ou “não procurar por nada sério” ou “apenas se concentrar em sua carreira”. Eu iria ignorar essa bandeira vermelha gigante e depois me repreender por fazer algo para afastá-lo quando subconscientemente, eu o escolhi porque eu sabia que ele acabaria fazendo isso.

Continue Reading

Porque eu ainda acredito no amor e em homens fiéis

Ler sobre a traição que a Koko (Khloe Kardashian) sofreu, me deixou bastante desapontada. Não por ela ser famosa e aparentar sempre ter o relacionamento perfeito, mas por ela ser mulher e como mulher eu me simpatizo. Não vou falar aqui sobre os vários motivos que levam as pessoas a trair, afinal, cada um com a sua verdade,

Mas esse fato desencadeou uma reação em massa num grupo de amigas, todas bem descontentes e desiludidas com o amor, também, não posso culpá-las. Mas lá no fundo, beeem no fundooo, no fundinho do fundinho, eu quero acreditar. Homens infiéis continuam fazendo as notícias porque são famosos e todo mundo gosta de assistir a um acidente de trem. Em contraste, há poucas histórias sobre homens que não traem suas esposas e trabalham duro em seus casamentos. Talvez as histórias sobre homens fiéis não tenham o sabor picante que a mídia está tão viciada. Mas se fosse só isso minhas amigas não se sentiriam tão desacreditadas, ouvimos histórias de homens comuns, cujo relacionamento parece ótimo e isso não os impedem de ser infiéis.

A fidelidade, na minha visão, é para aqueles que apreciam a riqueza de estarem em relacionamentos de amor e apoio. Estar em um relacionamento pra mim significa oferecer um ao outro apoio incondicional – um ombro e um ouvido compassivo em crises, animando as esperanças e sonhos uns dos outros e compartilhando desapontamentos. Essa confiabilidade foi o que sempre me ajudou a construir e aprofundar a intimidade nas minhas relações.

Continue Reading

Duas paixões

indecisão, dois amores

[VOCÊ PODE LER ESTE TEXTO AO SOM DE BOKALOKA – DUAS PAIXÕES]

Quem é da década de 90 e ouvia pagode deve se lembrar daquele grupo chamado BokaLoka, nunca a música “Duas paixões” fez tanto sentido. Depois de uma separação não me via mais naquela fase pegadora, reencontrei um amor antigo desses que te atingem implacavelmente toda vez aparece. Como já disse outras vezes, eu que nunca tive amores mal resolvidos me vi novamente naquele emaranhado de sentimentos que ele me despertava. A história que não foi vivida, deve ser por isso, esse efeito que sempre causou em mim. Mas pela enésima vez brigamos, nos distanciamos e nesse meio tempo conheci outra pessoa que despertou em mim novos tipos de sentimentos.

Continue Reading

Carta aberta aos crushs da minha vida

Esse ano me trouxe muitos amores e desilusões todos na mesma proporção. A passagem de cada um deles me proporcionou dores e delícias das quais não posso me arrepender. Afinal de contas, é o que eu sempre digo, sentir alguma coisa é melhor do que não sentir nada. Fui de peito aberto, inteira, mergulhei de cabeça e ainda consigo sentir em mim fragmentos e estilhaços de cada uma dessas paixões.

Assim como me despeço desse ano, resolvi deixar pra trás e me despedir de vocês os @ que tanto maltrataram meu coração.

Continue Reading

Desabafo sincero

[Você pode ler esse texto ao som de Esteban Tavares – Sobre você

Sabe, tenho focado minhas energias em atrações platônicas pra ignorar o fato de que não falo mais com você. Porque cada vez que eu recordo nossa última conversa, sinto vontade de chorar. Prometemos nunca mais nos distanciar, eu prometi.

Prometi que nunca desistiria de nós, mesmo com sua falta de tempo, mesmo com seu desamor. Porque eu sabia que precisávamos um do outro. E em tantos anos te carregando como uma lembrança, me dói saber que de novo você faz parte do meu passado.

Continue Reading

Relatos de um coração partido

[Você pode ler este texto ao som de Anavitória – Agora Eu Quero Ir]

Hoje senti os pedaços daquilo que era uma enorme rachadura. Senti a dor me rasgar de fora a fora quando decidi te esquecer e recebi sua benção pra isso.

O pior não foram as noites de insônia em que você ocupou meus pensamentos. Não foi deixar a porta aberta na esperança de uma visita despretensiosa. Não foi a demora nas várias conversas que passaram horas e dias sem resposta.

Continue Reading

Sobre estar apaixonada

Descobri que estava apaixonada quando dei um Google em “13 sinais que cientificamente comprovam que você está apaixonado”, logo depois de constatar que a ciência comparava os sintomas da paixão com ópio, câncer e TPM. O que vamos combinar, não deixa de ser uma verdade.

A questão é que não se pode dar um Google em estar apaixonada e achar que vai encontrar todas as respostas certas pra isso. Não existe uma etiqueta social romântica, quer dizer, tem. Mas elas te mandam fazer tudo ao contrário do que você realmente gostaria.

Continue Reading