Muitas vezes escolhemos pessoas que têm problemas de comprometimento porque temos problemas de comprometimento

decepção

Esses dias tenho conversado muito com diferentes amigas que sempre acabam se decepcionando com um boy, seja ele por não querer algo mais profundo ou porque é comprometido. Depois de uma série de decepções nos meus dois anos de solteirice, não tive escolha a não ser examinar minha própria situação e o papel que estava desempenhando em tudo isso. Foi aí que comecei a notar um padrão. Eu conheci um cara, nós nos demos bem e apenas quando eu comecei a sentir que podia confiar nele, ele se mostrava problemático e indisponível.

Eu então me culpava por ser estúpida o suficiente para experimentar emoções humanas. De verdade, o que eu estava pensando?! Uma vez que descobri porque os escolhia, toda a minha perspectiva mudou. Percebi que a única vez em que queria compromisso de um cara era quando ele mostrava sinais de desleixo ou indisponibilidade emocional.

Em outras palavras, eu só queria quando sabia que no fundo não conseguiria. Costumava desconsiderar isso como “casos inevitáveis”, até que percebi que era porque eu também sou aquela que está emocionalmente indisponível. Toda vez que alguém queria um comprometimento, me apavorei.

Nesses últimos anos, todos os caras com o qual me relacionei deram algum tipo de aviso sobre “apenas sair de um relacionamento” ou “não procurar por nada sério” ou “apenas se concentrar em sua carreira”. Eu iria ignorar essa bandeira vermelha gigante e depois me repreender por fazer algo para afastá-lo quando subconscientemente, eu o escolhi porque eu sabia que ele acabaria fazendo isso.

Isso se transforma em um ciclo e também em uma profecia autorrealizável. Quando me relaciono com caras que não podem se comprometer, eles saem, portanto, validando minha suposição equivocada de que, se eu deixar alguém entrar, inevitavelmente me machucarei. Na verdade isso é um mecanismo de defesa, se escolhermos pessoas sabendo que no fundo não vai dar em nada, vai doer menos do que se entregar verdadeiramente e abrir o coração pra alguém em potencial.

Devemos parar de tentar descobrir comportamentos inconsistentes.

Houve um tempo em que eu costumava passar horas tentando descobrir o que os comportamentos esquisitos de um cara significavam. Por que ele diz que quer sair, mas em vez de fazer planos, só gosta dos meus status no Stories? Por que ele fala comigo todos os dias durante uma semana e depois some do nada?

Porque ele não tem intenção de se transformar em nada além de sexo.

Nós teríamos sexo, nos aproximaríamos, ele desapareceria, eu ficaria confusa, ele voltaria, eu deixaria ir e repetiria. Esse padrão persistiu até que percebi que a única coisa consistente sobre essas pessoas era a inconsistência deles. Quando alguém está sendo quente e frio com você, é um sinal para convidá-lo ou não a se retirar da sua vida. Ou manda ele embora ou percebe que é um padrão que não vai mudar, então você deve diminuir suas expectativas.

Quando alguém é inconsistente, isso significa que ele ou ela não sabe o que quer, ou sabe o que quer e não sabe como comunicar isso a você. Ou talvez, ele ou ela só tenha múltiplas personalidades. Você tem que estar confortável em saber que, às vezes, você simplesmente não terá uma resposta direta ou nunca saberá realmente por que as coisas deram errado.

Não desperdice seu tempo refletindo sobre o que você fez de errado ou o que pode fazer para que uma pessoa aja como quer que ela aja. Isso está fora de seu controle. Tudo o que você pode controlar é a quantidade de coisas que aceita em sua vida e como reage a ela.

Meu pensamento defeituoso no passado era que, se alguém realmente gostasse de mim, ele ou ela agiria de forma diferente. Aqui está a verdade: Essas pessoas eram assim antes de você, e elas serão assim depois de você.

Não é seu fracasso se a pessoa não mudar. Se alguém não está pronto para deixar você entrar, isso realmente não vai acontecer. Já me afastei de pessoas por quem eu realmente tinha sentimentos fortes, também fiz o mesmo por mim. É uma droga, mas o timing é tudo.

Você também pode gostar desses posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *